sexta-feira, 5 de junho de 2009

se. fo. no. pa. tro. pi.


foi lá e voou,
mas a queda,
como o salto,
foi alto e:
c
a
i
u, se estabacou.
bateu com a cabeça numa pedra
e sangrou
foi sangue pra lá,
e pra cá ninguém viu
amarelou, o povo todo vaiou
e o silêncio se fez,
imperou.

Wil Si, quem?
com esse nome, por aqui, não passou ninguém.



Paula

Um comentário:

cronicadeumamorlouco disse...

estou relendo...
ca-pi-tan-do