quarta-feira, 27 de agosto de 2008

você é a calmaria do meu alvoroço
aquele me oferece a alma em troca de nada
em quem eu me roço em noites de lua
meu alvo certo
o meu embate



Paula

2 comentários:

Henrique Emidio disse...

Legal e parecido nossas formas de expressar...
Abraço!

Eduardo B. Penteado disse...

Obrigado do fundo do meu coração pelo seu lindo comentário! Vou fuçar seu blog com a calma que ele merece...
:o)