quinta-feira, 26 de março de 2009

na vitrola: Jukebox, Cat Power



O ovo é invisível a olho nu. De ovo a ovo, chega-se a Deus, que é invisível a olho nu. -O ovo terá sido talvez um triângulo que tanto rolou no espaço que foi se ovalando. -O ovo é basicamente um jarro? Terá sido o primeiro jarro moldado pelos etruscos? Não. O ovo é originário da Macedônia. Lá foi calculado, fruto da mais penosa espontaneidade. Nas areias da Macedônia, um homem com uma vara na mão desenhou-o. E depois apagou-o com o pé nu.




(trecho de "O Ovo e a Galinha" - Clarice Lispector)




Paula

Um comentário:

Fernando Al-Bukowski disse...

Clarice, te amo mais um pouco