quinta-feira, 26 de agosto de 2010

e

cala.

hoje quero só os holofotes de fora.
os horrores de fora.
as gargalhadas do lado de fora.

um aceno às cortinas que nos protegem.
mãos ao alto.
tenho a tendência de querer ser gigante.

senta aos pés do meu ouvido
e adormece.




2 comentários:

Roberto Borati disse...

e assim grita mais um poema.

club do softhard disse...

Ola legal o seu coteldeo acesse tambem o meu blog e deixe o seu cometario http://clubdosofthard.blogspot.com