terça-feira, 24 de agosto de 2010

Poeminha desalento

você é tudo o que me resta
verso
nessa noite de chuva
nessa noite de pele molhada...

Um comentário:

Roberto Borati disse...

que escrito mais bonito.


esse blog tá arrebentando a boca do balão!